Assembleia Nacional Galega  

 

Bem-vindes ao web da ANG!!


13.04.2018

A Assembleia Nacional Galega lança campanha de recolha de assinaturas contra a incineração de pneus no Berço


Bierzo Aire Limpio.png

Ligação da campanha da Assembleia Nacional Galega

Desde a Assembleia Nacional Galega queremos impulsionar a recolha de assinaturas e apoios da vizinhança e organizações da Galiza e do Eo-Návia à campanha promovida pela plataforma Bierzo Aire Limpio contra a incineração de pneus na empresa Cementos Cosmos. Somos cientes da atitude de desapreço que esta empresa tem contra as pessoas e os territórios, pela sua atuação no Concelho de Triacastela (Galiza), onde a sua atividade ilegal faz perigar a conservação da Cova de Eirós, na qual em 2012 foi encontrado um conjunto de pinturas e gravados rupestres que se poderiam remontar até 30mil anos de antiguidade, sendo a primeira mostra de arte rupestre achada na Galiza e que motivou a sua declaração como Bem de Interesse Cultural (BIC). Este comportamento de desapreço por parte da multinacional Votorantim, à qual Cosmos pertence, é o mesmo que se dá nos planos de intervenção em Corcoesto e na mina de Touro por Edgewater Exploration Ltd., e por isso pedimos o apoio ao manifesto de Bierzo Aire Limpo. Tambén manifestamos a nossa rejeição à atitude demonstrada pela empresa contra a liberdade de expressão das pessoas afetadas pela sua atividade, que se tem traduzido em demandas por motivos de honra contra Marcos Celeiro (Triacastela) e Valentín Carrera (O Berço) supondo-lhes grandes desembolsos económicos com o intuito de castigar e intimidar aquelas pessoas que como elas se opõem à sua atividade contaminante.

MANIFESTO “BIERZO AIRE LIMPIO”

“Em maio de 2011, mais de dez mil bercianos manifestaram-se – chamados pelos conselhos reguladores dos produtos do Bierzo e vinte e dois grupos de cidadãos – contra a incineração de resíduos planejada pela empresa Cementos Cosmos, contra Aqualdre Zinc e contra a lixeira de Biergrim. A licença para incinerar foi finalmente anulada em 2014 pelo Tribunal Superior de Justiça de Castela e Leão e pelo Tribunal Supremo, que afirmou que Cosmos trabalhou durante muitos anos sem licença.

Mesmo assim, ainda somos a área mais poluída de toda a Castela e Leão e os estudos detetam uma alta taxa de vários tipos de cancro (linfomas, leucemias, pulmões …) em relação aos distritos vizinhos. Isto é a clara evidência de que poluir um vale tão populoso e cercado por montanhas de 2000 metros de altitude constitui uma péssima ideia.

Mas Cosmos, agora propriedade da multinacional brasileira Votorantim, denunciada por violação de direitos humanos e ambientais em vários países, pediu novamente permissão, em fevereiro de 2018, para queimar pneus em Toral dos Vados, em plena área vinícola e hortofrutícola, e em parte do Berço Baixo, com cerca de 100.000 habitantes.

Esta grave decisão ligou todos os alarmes da sociedade do Berço que agora afirma novamente e com força: #O Berço Não Se Queima. #Não à incineração. A substituição parcial do combustível atual por pneus teria efeitos carcinogénicos ao aumentar a emissão de dioxinas, furanos, hidrocarbonetos aromáticos policíclicos e metais pesados, e poderia afetar muitos empregos com futuro, prejudicando a qualidade e o prestígio dos nossos produtos – com sete selos de qualidade – e da nossa imagem turística – com os Patrimónios da Humanidade das Médulas, do Caminho de Santiago e da Reserva da Biosfera dos Ancares de León -.

A sociedade do Berço deve criar riqueza e fixar população com um modelo de desenvolvimento distante do século XIX, baseado na redução de desperdícios, em serviços avançados e novas tecnologias limpas, na agricultura ecológica e de qualidade, na transformação e comercialização dos seus produtos e na beleza da sua riqueza natural e desta paisagem perfeita – essência do Noroeste – que somos obrigados a cuidar e transmitir aos nossos descendentes.

As pessoas e organizações signatárias desta declaração solidarizam-se com a vizinhança do Berço nas suas justas DEMANDAS e requerem do Presidente da Junta de Castela e Leão o desenvolvimento de toda a comarca do Berço de forma integral, sustentável e limpa e que NÃO PERMITA a incineração de pneus ou outros resíduos.

Desde a Assembleia Nacional Galega também desejamos, com esta campanha, reconhecer e apoiar especialmente a:

 - Marcos Celeiro, vizinho de Triacastela, membro da Asociación Socio-Cultural do Iribio e ativista galego na defensa da Cova de Eirós, denunciado e perseguido pela empresa Cosmos por ir contra a “honra” da cementeira reclamando-lhe 45.000€ e atentando, dessa maneira, contra a mobilização cidadã e a liberdade de expressão. A atividade de Cosmos, denunciada por ADEGA na Fiscalia por não contar com licença e descumprir as condições da concessão, ameaça a Cova de Eirós, santuário do Paleolítico galego.

- Valentín Carrera González, jornalista, escritor, ensaísta e editor berciano, denunciado pela empresa Cosmos por atentar contra a “honra” da cementeira pelo artigo publicado intitulado “La verdad sobre la incineradora de Cosmos”.

A campanha de recolha de assinaturas podeis localizá-la na plataforma Change no seguinte endereço que incluímos abaixo:

Campanha da Assembleia Nacional Galega

Podeis, assim mesmo, encontrar informação da organização Bierzo Aire Limpio nas ligações que disponibilizamos a seguir:

Web de “Bierzo Aire Limpio”

Facebook de “Bierzo Aire Limpio”

AssembleiaNG - 23:26 @ Cultura, Sociedade, Política, Património, Economia | Adicionar um comentário